História

Elias Fausto

Por volta de 1870 um grupo de ituanos decidiu construir uma estrada de ferro, ligando Itu a Piracicaba. Essa ferrovia passava por Indaiatuba, Monte Mor (distante 13 quilômetros da sede), Capivari e seguia até Piracicaba. No município de Monte Mor, um grupo de sitiantes reivindicou e conseguiu a construção, junto à ferrovia, de uma parada para embarque e desembarque de passageiros e cargas.

 

Em 1875, foi instalada uma estação da Estrada de Ferro Ituana no município de Monte Mor. Nas décadas seguintes, várias outras estações e paradas de trem foram instaladas em propriedades rurais do futuro município. Neste local, margeando o Ribeirão Carneiro, já havia um pequeno povoado fundado pelas famílias Almeida Leite e Leite de Oliveira, descendentes de portugueses de muitas gerações no Brasil.Padre realiza missa campal em Elias Fausto

 

Com a formação do povoado, em 1890, instalou-se no local o português José Rodrigues Cardeal, que adquiriu uma gleba de terra junto a esse ponto e ergueu um comércio para atender as pessoas que ali moravam. Posteriormente, foi homenageado, dando denominação ao agora distrito de Cardeal.

 

Em 1896, no dia de Natal, celebrava-se a primeira missa em capela levantada sob a invocação de São José, o padroeiro do município, que é comemorado todo ano no dia 19 de março.

 

A capela foi a semente que deu origem ao atual município. Podemos afirmar que José Rodrigues Cardeal foi o fundador da atual Elias Fausto. Logo a seguir, essa “parada” transformou-se na Estação Monte Mor.