Diminuir o contato das profissionais com os produtos e aumentar a segurança, melhorar os procedimentos de limpeza e estabelecer um dos melhores padrões do mundo em higiene hospitalar. Essas são as mudanças previstas no plano de higiene e segurança que começou a ser implantado na UMS Oswaldo Pimentel de Camargo a partir de ontem (8).

Para explicar o novo sistema, foi realizada uma reunião com todas as funcionárias responsáveis pelo setor com um consultor especializado, que abordou temas como planos e procedimentos de higiene, tipos de materiais e procedimentos de segurança.

Na reunião, também foram entregues os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) que as funcionárias irão utilizar. O prefeito Maurício Baroni, presente na reunião, destacou que “nossa primeira preocupação, com essa ação, é a segurança das colaboradoras. Estamos eliminando todo o contato delas com materiais que poderiam prejudicar a saúde, e automatizando todo o processo de preparação do material.”

O estabelecimento do plano de higiene e segurança é fruto de uma ação da prefeitura de Elias Fausto, através da secretaria de saúde, que, entre outros pontos, providenciou a instalação de um dosador e um diluidor no setor de limpeza do hospital. “É um mecanismo simples, mas que elimina quase todo o contato das profissionais responsáveis pela limpeza com o material. A diluição, que antes era feita manualmente, passou a ser feita com o apertar de um botão. Além disso, esse equipamento já dilui o produto na concentração ideal, economizando recursos sem perder a eficácia”, explica o secretário de saúde, Ricardo Fornazieri.

Além dos novos equipamentos, novos produtos também foram adquiridos. “A limpeza, anteriormente, era feita com cloro, que apesar de eficaz, é um produto agressivo e pode causar alergias. Agora, trocamos o cloro por um produto ainda mais eficaz, e que não agride o organismo. Para a Anvisa, esse é o melhor produto disponível no Brasil, e muitas das melhores unidades de saúde do país só utilizam esse produto, que agora faz a limpeza das unidades do município”, explica o secretário.

Como funciona?

O diluidor é um equipamento que realiza a mistura do material utilizado na limpeza com água. Antes essa mistura era feita manualmente, expondo a saúde das colaboradoras ao contato com os materiais. Agora, o diluidor realiza essa mistura apertando apenas um botão.

Outro equipamento instalado é o dosador, que mede a quantidade de material para a lavagem de roupas, panos e lençóis. Com isso, o risco de exposição a materiais biologicamente perigosos, como sangue, por exemplo, é substancialmente reduzido.